Notícias Gerais
 
14.Out - Dal Toso: vocações nas áreas de missão são 'fruto maduro' do primeiro anúncio
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Dal Toso: vocações nas áreas de missão são 'fruto maduro' do primeiro anúncio

"Ter padres locais significa dar um rosto local à Igreja e deixar cada vez mais claro que a mensagem do Evangelho se aplica a toda cultura": disse o presidente das Pontifícia Obras Missionárias (POM), arcebispo Giampietro Dal Toso, que participou na tarde de sexta-feira, 7 de outubro, da celebração dos 60 anos do Seminário Inter-Missional Colombiano "San Luis Beltrán" para os vicariatos apostólicos de Bogotá.


A formação dos candidatos ao sacerdócio


"A criação de um seminário específico para os vicariatos apostólicos deste país - explicou o presidente das POM - teve como objetivo formar sacerdotes locais a fim de acelerar o caminho para a plena maturidade dessas comunidades cristãs. Gerar vocações para o ministério presbiteral e a vida consagrada é um sinal da maturidade da Igreja, em todos os lugares."


Em seguida, o arcebispo recordou o cuidado com as vocações por parte dos bispos do país, os quais encontrou pela manhã, e insistiu na importância fundamental da formação dos candidatos ao sacerdócio, lembrando ao mesmo tempo a diminuição dos seminaristas que não poupou nem mesmo esses territórios.


A Igreja é missionária por natureza


"Como o Papa Francisco sugere na esteira de seus predecessores, a Igreja é missionária por natureza. A centralidade da missão é ainda mais verdadeira nos territórios aqui representados. Mas não há uma missão evangelizadora eficaz, profunda e duradoura - continuou o arcebispo - sem uma formação séria e sólida de futuros sacerdotes."


"Ou seja, a vitalidade da Igreja e o brilho de sua missão exigem a promoção e o apoio das vocações sacerdotais e religiosas. Eu diria, portanto, que a formação dos sacerdotes é o nervo central da evangelização", prosseguiu o presidente das POM.


Vocação: Cristo nos promete o cem por um


A qualidade da formação dos futuros sacerdotes é equivalente à qualidade de seu testemunho nas paróquias e, consequentemente, à qualidade da vida cristã dos fiéis, destacou o arcebispo, que em conclusão de seu discurso dirigiu palavras de encorajamento aos seminaristas, compartilhando um pensamento de Bento XVI contido num volume de meditações sobre o sacerdócio (cf. Joseph Ratzinger/Benedikt XVI., Diener eurer Freude, Freiburg i.B. 2006, 108), quando comenta a palavra de Cristo que nos promete o cem por um:


"Só devemos ter a coragem inicial de dar primeiro o um, como Pedro, que pela palavra do Senhor ainda sai para pescar pela manhã: ele dá um e recebe cem", observou dom Dal Toso.


O dia de celebração encerrou-se com a recitação das Vésperas e um momento de festa: na manhã sábado, 8 de outubro, o arcebispo Dal Toso visitou a sede da direção nacional das Pontifícias Obras Missionárias colombianas.


(com Fides)








Fonte: Vatican News

Indique a um amigo
 
Newsletter

CADASTRE-SE

CADASTRE SEU E-MAIL E RECEBA NOTÍCIAS ATUALIZADAS DO IBMC
  • ibmc@ibmc.com.br

  • Copyright © 2024 IBMC - Instituto Brasileiro de Marketing Católico. Todos os direitos reservados.