Notícias Gerais
 
16.Out - Igreja celebra memória da irmã Adélia e lança site para propagar seu testemunho
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Igreja celebra memória da irmã Adélia e lança site para propagar seu testemunho

A caminho de se tornar a primeira pernambucana reconhecida como santa pela Igreja católica, irmã Adélia foi homenageada na segunda-feira (9), data que marcou os 10 anos de sua páscoa definitiva. Além da Celebração Eucarística em memória da freira do Instituto das Religiosas da Instrução Cristã, na capela do Colégio Damas, no Recife (PE), a congregação lançou o site www.irmaadelia.com.br.


A página eletrônica traz informações sobre a vida e a obra da religiosa, que é uma das videntes das aparições de Nossa Senhora, ocorridas nos anos de 1930 no distrito de Cimbres, em Pesqueira (PE). A plataforma também tem como objetivo divulgar notícias e receber testemunhos de graças alcançadas por intercessão de irmã Adélia, além de doações financeiras para a causa de beatificação e canonização.


“Antes de ser um canal de comunicação, desejamos que seja, acima de tudo, um meio de evangelização. Ele foi preparado com muito carinho para receber a sua visita, o seu acesso, a fim de que conheça o testemunho cristão de irmã Adélia e, assim, cada pessoa torne-se um propagador”, afirmou a superiora-geral do Instituto das Religiosas da Instrução Cristã, irmã Eulalia Maria.


Exemplo


A Santa Missa em memória da irmã Adélia foi presidida pelo arcebispo de Olinda e Recife (PE) e segundo vice-presidente da CNBB, dom Paulo Jackson Nóbrega de Sousa, e concelebrada pelo bispo de Pesqueira e secretário da CNBB Nordeste 2, dom José Luiz Ferreira Salles. Também participou da celebração o postulador causa de beatificação e canonização da religiosa, o frei Jociel Gomes.


Durante a homilia, dom Paulo Jackson refletiu sobre as duas dimensões presentes no modo de viver da religiosa: a primeira advinda das experiências marianas vividas em Cimbres e, a segunda, a missão caritativa com os mais necessitados. “O primeiro elemento da espiritualidade de irmã Adélia é colocar Deus como centro da sua própria vida. As aparições são apenas um reflexo do seu grande amor por Deus e por Maria Santíssima. É uma docilidade de Deus que vem ao encontro daquelas duas meninas”, disse.


Para refletir a segunda dimensão, o arcebispo recorreu ao Evangelho, a fim de destacar a caridade, virtude teologal vivida pela religiosa. “O outro elemento vem do texto do Bom Samaritano, que sentiu compaixão e aproximou-se daquele necessitado. É assim que fazia a irmã Adélia. Em todos os locais por onde passou, ela sempre teve obras de caridade com os últimos dos últimos. Por onde passou, ela sempre teve a preocupação com os pobres, com os caídos”, completou dom Paulo Jackson.


Após a missa, os dois bispos dirigiram-se com os fiéis para o anexo da capela, onde é possível venerar as relíquias de irmã Adélia. No local, dom José Luiz rezou a oração pela Causa de Beatificação e Canonização de irmã Adélia. Dom Paulo concluiu o momento com a recitação da jaculatória, que lhe foi inspirada durante a missa e pediu para que os fiéis também rezassem: “Irmã Adélia, Maria da Luz, reconhecei-a santa, Senhor Jesus.”


Testemunho de santidade


Irmã Adélia faleceu, no dia 13 de outubro de 2013, na capital pernambucana, aos 89 anos. A religiosa é uma das videntes das aparições de Nossa Senhora, em Cimbres, no município de Pesqueira, iniciadas em 06 de agosto de 1936.


Ela ingressou no Instituto das Religiosas da Instrução Cristã no dia 12 de junho de 1940, congregação em que dedicou à vida para transmitir o Evangelho, enxugar as lágrimas dos pobres e rezar pelos sacerdotes.


Em 2019, a Diocese de Pesqueira solicitou a abertura do Processo de Beatificação e Canonização da religiosa à Santa Sé, no Vaticano. Dois anos depois, a Igreja publicou uma Carta Pastoral em que reconhece as aparições como presumíveis.


(Fonte – CNBB NE2)


Fonte: Vatican News

Indique a um amigo
 
Newsletter

CADASTRE-SE

CADASTRE SEU E-MAIL E RECEBA NOTÍCIAS ATUALIZADAS DO IBMC
  • ibmc@ibmc.com.br

  • Copyright © 2024 IBMC - Instituto Brasileiro de Marketing Católico. Todos os direitos reservados.