Notícias Gerais
 
09.Mai - Irmã Francisca Garmendia: exemplo de educadora que revelou o amor de Deus a todos
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Irmã Francisca Garmendia: exemplo de educadora que revelou o amor de Deus a todos

Ricardo Gomes – Diocese de Campos


“Levou a bom termo a Proposta Educacional a ela conferida durante 31 anos, jamais fraquejou face aos desafios e dificuldades inerentes à missão de educar e exortar, sempre primando pelo crescimento da Instituição; ao longo do percurso, foi imprimindo no Estabelecimento o selo da integridade, da justiça, da Moral Cristã, buscando praticar a coerência e a vivência do Carisma Mercedário, que visa à libertação integral do ser humano”.


No ano que a Igreja no Brasil celebra o Ano Vocacional o exemplo de irmã Francisca serve para que jovens assumam o chamado a Vida Consagrada. Religiosa da Congregação das Mercedárias da Caridade viveu o carisma de educadora na fé.


Irmã Coramar destaca que a irmã Francisca revela um testemunho pela sua capacidade de doação, enquanto missionária e educadora. Foi uma mulher que soube dar e dar-se, não media sacrifícios. Sabia conjugar firmeza e docilidade. Ela é considerada o ícone de Nova Friburgo.


“Foi bem quista por toda a comunidade educativa, ex-alunos, pais e funcionários. Há um reconhecimento geral da sua têmpera, determinação e entrega. Ela viveu incondicionalmente para a educação, não media sacrifícios, viveu servindo e se entregou amando. Gozava quando se inteirava de que os seus ex-alunos estavam bem situados na sociedade e tinham conseguido um lugar ao sol”.


Testemunhos: Irmã Francisca deixou testemunho de mulher que soube viver a consagração religiosa e educar para a fé


Irmã Francisca foi, e sempre será um luminoso norte na vida de todos que como alunos, funcionários e comunidade, conviveram com ela na escola. Ela cultivou, por toda a vida, uma prática educacional que, certamente é cada vez mais necessária: a defesa de uma educação afetuosa na disciplina, o trabalho diário de despertar a consciência nos alunos e nos professores de uma escola humana, correta e respeitosa. Pela sua dedicação, Ir Francisca elaborou uma Escola – maiúscula em sua grandeza. Em todos nós, ficará sempre a imagem do exemplo a ser seguido. ” Nicolas Tadashi Sato Faria – ex-aluno e professor.


Conhecer a irmã Francisca foi perceber nela o cuidado de uma mulher que apostava na educação da juventude. Jeane Santos Asth recorda as lições de vida da religiosa. Sua dedicação a arte de ensinar e de unir o processo educativo à evangelização e preparar os jovens para a vida e a cidadania com a preservação dos valores éticos, morais e cristãos.


“Andar pelos corredores da escola, sabendo que já não está presente fisicamente, nos deixa uma lembrança muito forte de uma pessoa que tinha uma fé inabalável, que acreditava no ser humano, acreditava na juventude. Ela gostava muito da banda, das festas que eram realizadas na escola onde podíamos reunir toda a comunidade educativa. Tudo que for feito no colégio e daqui para frente terá uma semente plantada, uma semente de amor, de força, por acreditar que tudo é possível, e que nós temos é uma gratidão, um sentimento que fica, por ter convivido com essa mulher extraordinária”.


Recordações e lições de missão


Irmã Francisca soube conjugar o verbo amar e um amor a igreja por toda a sua vida. E uma missão realizada no Colégio Nossa Senhora das Mercês, Nova Friburgo. Missão que iniciou no ano de 1960 até 2007,desempenhando a missão educativa como professora de Matemática, Ciências, Geografia e Religião e na direção, além de exercer outras funções, sempre muito dedicada, com grande competência e eficiência, deixou marcas profundas  na nossa  realidade.


Em março de 1968, foi enviada à cidade de Nova Friburgo, a fim de exercer o múnus da docência no Colégio Nossa Senhora das Mercês, não mediu esforços, entregou-se sem reserva e incondicionalmente à causa da Educação, ministrou aulas de várias disciplinas.


Por ter cessado o tempo de irmã Ignez Della Croce, até então, diretora desta Unidade de Ensino, a Congregação, na pessoa de irmã Izabel Barrutia, Superiora Provincial, da então Província São Pedro Nolasco, nomeou a irmã Francisca para Diretora do Estabelecimento de Ensino, no dia 1º de janeiro de 1976, ela esteve na gestão do Estabelecimento até o ano de 2007; função que abraçou como missão, exercendo-a com toda a sua têmpera, determinação, vivacidade e coragem.


Ela já preconizava a nossa era pós-moderna, pois aos poucos foi adequando o Colégio para se inserir no mundo da modernidade; primou sempre pela excelência acadêmica, pela organização, disciplina e a logística. Paulatinamente, implantou a tecnologia.


Desta Instituição de Ensino saíram cidadãos bem formados, muitos, ocupando altos e relevantes postos na Sociedade. Sua figura emblemática e carismática será sempre considerada ícone e patrimônio da cidade. Continua sendo reverenciada, aplaudida pelos seus ex-alunos e familiares, num preito de gratidão por toda a sua dedicação e comprometimento com o seu humano.


Fonte: Vatican News

Indique a um amigo
 
Newsletter

CADASTRE-SE

CADASTRE SEU E-MAIL E RECEBA NOTÍCIAS ATUALIZADAS DO IBMC
  • ibmc@ibmc.com.br

  • Copyright © 2024 IBMC - Instituto Brasileiro de Marketing Católico. Todos os direitos reservados.